Financiamento imobiliário do Santander: Entenda como funciona o processo!

Se você está no mercado de uma casa e chegou a hora de adquirir uma, é importante se informar sobre as melhores opções de crédito junto às instituições financeiras. Por isso, discutiremos as opções de financiamento imobiliário do Santander.

Compreender os termos fornecidos pelo Santander permite avaliar se esta é a escolha ideal para o seu perfil. Portanto, siga o conteúdo que preparamos.

➵ Leia também: Sites de empréstimo confiáveis? Veja onde contratar!

Como funciona o financiamento de um imóvel no Santander?

O financiamento imobiliário é a linha de crédito que permite comprar sua casa nova em parcelas, pois os custos imobiliários costumam ser altos e, para muitos, isso só é possível por meio dessa linha de crédito.

A taxa de empréstimo imobiliário do Santander começa em 6,99% ao ano mais a TR (Taxa Referencial). No entanto, você deve passar por uma investigação de crédito para determinar, de acordo com seu perfil, as condições oferecidas.

Para atingir esse objetivo, são necessárias cinco etapas do financiamento imobiliário Santander: simulação e aprovação de crédito, registro e envio de documentos, acompanhamento da análise, execução do contrato e liberação do crédito.

Financiamento imobiliário do Santander – Fonte: Santander

Além disso, você deve possuir uma conta bancária, estabelecer um relacionamento com a instituição e utilizar os bens do Santander. A contratação digital de crédito imobiliário não é um processo trabalhoso ou demorado, portanto, é confiável.

Método digital: Como funcioa?

Todo o processo, desde o simulador de financiamento imobiliário Santander até a emissão do contrato, é feito online. Por isso, o passo inicial é fazer a simulação imediatamente no site do banco: insira seus dados pessoais e patrimoniais e, em seguida, prossiga para a análise de crédito.

Em seguida, registre as informações pessoais e a proposta, e entregue os bens e documentos pessoais necessários. Por meio do banco online ou de um aplicativo, você pode acompanhar a análise, confirmar a aprovação e examinar a avaliação técnica do imóvel.

Ao final da etapa de estudo, é emitido o contrato de financiamento imobiliário do Santander, e você deve se deslocar até a agência para assiná-lo. Depois de assinado e registrado, e entregue ao banco o registro do imóvel alterado, o crédito será emitido para o vendedor e você começará a fazer o pagamento parcelado.

Amortização

Você tem duas opções de amortização com o financiamento imobiliário Santander: SAC (Sistema de Amortização Constante) e Tabela de Preços. Entenda cada um dos seguintes modos:

O SAC é o esquema mais prevalente no Brasil e garante pagamentos que são inicialmente mais altos, mas caem com o tempo. Isso se deve ao fato de que os juros da transação são calculados mensalmente com base na quantidade de sua dívida, que diminui com o tempo.

O valor das parcelas é estabelecido por meio da Tabela de Preços, mecanismo menos utilizado no Brasil. Para esclarecer, o primeiro pagamento incluirá juros do financiamento imobiliário do Santander e outras taxas, que serão reduzidas durante a vida do empréstimo. Consequentemente, o valor da amortização aumenta, resultando em pagamentos de igual valor ao longo da vigência do contrato.

Uso do FGTS no crédito imobiliário do Santander

Você pode usar seu FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para quitar parcelas existentes, antecipar, reduzir ou quitar o saldo devedor ao obter financiamento imobiliário Santander.

Isso é permitido desde que implique a aquisição de um imóvel residencial de valor não superior a R$ 1,5 milhão. Os documentos necessários para este procedimento são:

  • Autorização para retirada do FGTS, devidamente preenchida e assinada por tabelião;
  • Extrato atual do FGTS;
  • Comprovante de residência atual;
  • Prova do estado civil
  • Cartão de Emprego e Segurança Social
  • Declaração de imposto de renda;
  • Carta da empresa do empregador.

Características do financiamento imobiliário Santander

O financiamento imobiliário do Santander é uma das opções mais populares e econômicas disponíveis. As condições fundamentais para iniciá-lo e os cuidados que você deve ter com o financiamento imobiliário do Santander são as seguintes:

  • Pagar uma entrada igual a 10 ou 20% do valor do imóvel (o FGTS também pode ser utilizado nesta fase);
  • Os pagamentos mensais não podem exceder 30% de sua renda (ou renda familiar);
  • É possível financiar até 80% do valor do imóvel em um prazo máximo de 35 anos;
  • As despesas cartorárias e o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) podem ser financiados com o crédito imobiliário;
  • Estão disponíveis as apólices obrigatórias de DFI e MIP (Morte e Invalidez Permanente).