Não solicite um empréstimo pessoal antes de saber dessas dicas! | Meu Crédito Aprovado

Não solicite um empréstimo pessoal antes de saber dessas dicas!

Produção 03

Anúncios

Nem sempre é fácil proteger nossos planos financeiros de eventos imprevistos. Quando isso ocorre, um empréstimo pessoal pode ser uma opção para pessoas que precisam de dinheiro rapidamente. Para evitar criar uma bola de neve de juros e gastos adicionais, o primeiro passo antes de recorrer a essa forma de crédito é entender o que é e como evitar erros.

Veja abaixo como funciona essa linha de crédito.

Anúncios

Empréstimo pessoal

Um empréstimo pessoal é uma forma de financiamento disponibilizada para as pessoas. Ao contrário de outros formatos de crédito, como o financiamento, o empréstimo pessoal não precisa de motivo prévio; o consumidor pode candidatar-se sem um objectivo específico em mente. Consequentemente, essa é uma das formas mais rápidas e convenientes de receber um empréstimo de uma instituição financeira.

Os empréstimos pessoais costumam ter taxas de juros mais altas do que outras opções, mas ainda assim são preferíveis ao cheque especial e às cobranças no cartão de crédito. Isso porque, sem garantias reais de pagamento, a instituição assume um risco maior ao conceder esse tipo de crédito.

Anúncios

Em circunstâncias como o financiamento imobiliário, no entanto, o banco mantém o próprio imóvel como garantia caso o cliente descumpra o contrato.

Leia também | Grana extra com o empréstimo Digio: Crédito online na hora!

Quando um indivíduo deve solicitar um empréstimo pessoal?

O primeiro passo para obter um empréstimo que caiba no seu orçamento e não afete sua saúde financeira futura é confirmar a finalidade da cirurgia. Segundo ele, existem três razões pelas quais as pessoas buscam crédito:

  • Cobertura em caso de emergência, como acidente de carro, doença familiar ou invasão de domicílio. O consultor observa que, na melhor das hipóteses, o indivíduo deve usar a reserva de emergência para pagar o desastre, pois evitaria incorrer em juros futuros. Na ausência de uma reserva, no entanto, o empréstimo torna-se necessário.
  • Às vezes, uma pessoa decide fazer um empréstimo para investir em uma atividade produtiva que renderá lucros no futuro. Esse cenário só é lucrativo, segundo Guilherme, se o custo do empréstimo for inferior ao retorno projetado do investimento. Para isso, é fundamental ter um planejamento financeiro atual e um plano detalhado para o novo empreendimento.
  • O consumo é a pior situação! Deve ser abordado e evitado se possível. Nele, o indivíduo depende de empréstimos para satisfazer necessidades imediatas de compra sem qualquer expectativa de lucros futuros. Passado o prazer imediato do consumo, o que fica por muito tempo são os juros.

Qual o site mais vantajoso para obter um crédito?

Bancos, cooperativas de crédito, fintechs e outras entidades financeiras oferecem crédito pessoal. Esse tipo de serviço não é padronizado, pois cabe às instituições escolher as taxas de juros que cobrarão e o valor do crédito que concederão ao consumidor; consequentemente, é fundamental acompanhar os prazos apresentados por cada instituição.

Sugerimos iniciar pesquisas nas instituições onde as quais o indivíduo já tenha relacionamento, pois a instituição poderá oferecer condições mais favoráveis ​​e com mais agilidade se conhecer o histórico do cliente. No entanto, ela reitera que a pesquisa deve ser expandida para outras instituições.

O profissional aconselha o cliente, para fazer escolhas mais decisivas, a considerar não apenas a taxa de juros imposta pela instituição, mas também o Custo Efetivo Total (CET) do empréstimo. Além dos juros, é necessário contabilizar o IOF da operação, os custos de análise de crédito do banco e de abertura de conta e todo o valor a ser pago – não apenas as mensalidades.

Além disso, seguir a tabela de crédito não consignado do Banco Central, que organiza mensalmente as propostas de empréstimo das instituições financeiras em ordem crescente de taxa de juros.

Como pedir um empréstimo pessoal?

Nem sempre é fácil organizar dinheiro para acomodar um custo adicional. Veja algumas dicas importantes para realizar o processo de solicitação de empréstimo:

1- Determinar a origem da necessidade de crédito:

Mesmo que a instituição financeira não solicite essas informações no momento da concessão do empréstimo, é fundamental entender a finalidade do empréstimo. Com o incentivo em mente, você pode evitar comprar impulsivamente e economizar nos juros.

2- Simule e compare:

A segunda etapa é replicar e comparar os preços, taxas de juros e condições fornecidas pelas instituições financeiras, lembrando que a taxa de juros mensal não é o único valor significativo. O IOF, os custos do serviço e o custo geral do empréstimo também devem ser avaliados.

Além disso, é bom identificar os papéis necessários para o empréstimo e a conexão que será construída com o banco, pois esses fatores podem diferir de instituição para instituição.

3- Desenvolva uma sólida pontuação de crédito:

Manter uma pontuação de crédito forte facilita a obtenção de um empréstimo pessoal e resulta em taxas de juros mais baixas e um valor de empréstimo maior.

4- Incluir a nova despesa no próximo orçamento:

É fundamental poder estimar quanto tempo levará para quitar essa dívida, tendo em vista que quanto mais tempo demorar, menor será a mensalidade e mais espaço terá em seu orçamento para outros custos. Por outro lado, a incidência de interesse é maior neste caso.