Startup Transforma Celular Em Uma Máquina de Cartão

Startup

O CelCoin transforma os smartphones em um dispositivo com cartões que permitem revender as recargas usando telefones celulares, jogos, passes de ônibus e até programas de TV pré-pagos.

Dessa forma, a fintech oferece serviços financeiros àqueles que não possuem conta bancária, superando barreiras de acesso.

O fundador tem uma meta ambiciosa para os próximos dois anos: exceder o número de agentes e o número de bancos e loterias no Brasil.

Imagem: Negócios Disruptivos

Hoje, a Celcoin tem 8.500 agentes e quer chegar a 250.000 até 2022.

A Fintech foi escolhida pela Visa para participar do primeiro grupo do programa de aceleração para 2018 e atualmente trabalha com a Visa para desenvolver um novo serviço baseado no Design Thinking.

A ideia é aumentar a funcionalidade do aplicativo, simplificar o trabalho diário dos agentes e aumentar suas receitas.

“Uma das coisas fundamentais neste programa de aceleração são portas que a casa aberta de vistos juntamente com os seus parceiros, e para promover a interação entre as partes interessadas e aceleração de visto”, – diz Adriano Meirinho, co-fundador e CMO Celcoin.

Como parte do programa de aceleração, as startups aprendem com as principais experiências da Visa e da GSVlabs, um dos maiores centros de inovação do Vale do Silício, representado pela Kyvo no Brasil.

As inscrições para a segunda classe do Programa de Aceitação de Visto 2018 já estão abertas, as startups interessadas devem enviar sua inscrição até 7 de julho.

Startups do segmento financeiro podem participar independentemente da fase, porque o programa é adequado para iniciantes (categoria inicial) e avançado (categoria de crescimento).