Planejamento financeiro eficiente: Como fazer um para alcançar seus objetivos

O Planejamento financeiro eficiente pessoal é uma ferramenta muito importante em sua vida. Você sabe como usá-lo para atingir seus objetivos? Se não, é hora de aprender!

É verdade que a vida financeira é complicada. Principalmente aqui no Brasil, onde a gente não aprende muito na escola, né? No entanto, o Planejamento financeiro eficiente pode ajudar a simplificar essa situação. Com ele, fica mais fácil atingir seus objetivos, sejam eles quais forem.

Deseja aprender a usar essa ferramenta simples para mudar sua vida financeira? Continue a leitura do conteúdo!

Leia também: Dívidas do Cartão de Crédito – Saiba Como Negociar

Planejamento financeiro eficiente: Como fazer um para alcançar seus objetivos

Como fazer o seu planejamento financeiro eficiente de forma simples?

Primeiro de tudo, lembre-se de que ninguém nasce sabendo dessas coisas. Portanto, você pode cometer erros na primeira vez até aprender. Mas com esforço e dedicação você pode atingir qualquer objetivo, ok?

Veja como fazer um bom plano para seu dinheiro!

Defina seus objetivos e metas para sua vida

Frase: “para quem não sabe o destino, qualquer caminho serve”.

Essa frase pode ajudar muito na nossa vida financeira, isso ocorre porque mostra a importância de definir suas prioridades. Afinal, se você não conhece seu objetivo, qualquer um dos caminhos será suficiente.

Portanto, a primeira etapa do planejamento financeiro é estabelecer metas. O que você quer alcançar? Talvez:

  • Quitar todas as dívidas;
  • Organizar as contas da casa;
  • Fazer uma viagem dos sonhos;
  • Economizar para fazer investimentos;
  • Comprar um imóvel ou um automóvel;
  • Ter hábitos financeiros mais saudáveis.

Em qualquer caso, seja qual for o propósito, é um componente central do Planejamento financeiro eficiente pessoal. Começamos identificando para onde estamos indo e só então pensamos sobre o caminho.

Descreva todos os seus gastos

A segunda etapa do planejamento financeiro é registrar todas as despesas. Isso é necessário porque eles atuam como obstáculos ao seu objetivo.

Nossas despesas mensais são pedras no caminho para a meta. Eles têm a função de limitar a velocidade com que podemos ir em direção ao nosso objetivo.

Ao descreve-las, você pode ver seu tamanho real. Além disso, você pode analisar onde seu dinheiro está sendo desperdiçado e tentar cortar algumas despesas.

Realize o controle de suas receitas e despesas

Depois de ajustar suas despesas mensais e começar a investir, seu planejamento financeiro eficiente pessoal entra na fase de monitoramento. O objetivo é monitorar a execução do seu plano para que você possa agir, se necessário.

Nem sempre podemos implementar o plano ao pé da letra. Por exemplo, em um mês você terá uma despesa adicional. Quando isso acontecer, ajuste seu plano para corrigir o problema no próximo mês.

Faça um orçamento mensal limitando alguns gastos

Você provavelmente sabe qual é a sua receita por mês. Afinal, esse valor está disponível em sua conta bancária. Se sua profissão tiver um salário variável, o valor que você recebe pode variar de acordo com suas realizações, mas esse número é geralmente conhecido.

Por outro lado, você sabe quais são suas despesas? Você pode detalhar como cada real foi pago no mês? A maioria das pessoas responderá não.

Isso precisa ser alterado porque sem essas informações você não pode controlar suas finanças e criar um plano preciso. Nossa recomendação é monitorar suas despesas e definir limites para cada tipo de despesa.

Um registro das despesas anteriores ajuda a obter o uso médio. Graças a isso, é possível dividir as contas em categorias como:

  • Transporte;
  • Alimentação;
  • Vestuário;
  • Educação;
  • Impostos.

Todas essas despesas afetam sua receita de maneiras diferentes e devem ser contabilizadas com cuidado. A criação de um orçamento também é usada para estimar despesas durante o ano.

Faça seus consumos de forma consciente

Um dos principais desafios para quem busca independência financeira é não mudar os hábitos de consumo. Muitas pessoas que dão os primeiros passos no planejamento financeiro eficiente têm uma visão muito rígida do processo e, por fim, criam restrições que não são permanentes no longo prazo.

Como resultado, o processo se torna mais difícil e na maioria dos casos é abandonado no caminho. Mas você já pensou que os benefícios superam os obstáculos? Assim você estará mais perto de realizar seus sonhos!

Tenha sempre uma reserva de emergência

O imprevisto é uma realidade que geralmente não pode ser evitada. A solução é lidar melhor com suas consequências. Para isso, é imprescindível ter recursos para superar esses problemas e minimizar as perdas.

Até a pessoa mais organizada levou o carro para uma reforma simples e disse que precisava fazer reparos adicionais ou substituir peças. Ou você se surpreendeu com o equipamento que começou a quebrar em casa e agora precisa ser consertado.

Existem várias soluções possíveis para todos esses cenários. O empréstimo pode ser uma opção. Há quem prefira aproveitar o limite do cartão de crédito ou débito e arcar com o aumento da conta no mês seguinte.

Por outro lado, devemos considerar opções que não gerem dívida. Criar a reserva de emergência é uma daquelas práticas que não prejudica suas finanças e pode ser usada em vários cenários.

Em suma, essa reserva é um espaço estrategicamente planejado para garantir qualidade financeira. Em caso de desemprego ou despesas inesperadas, você terá fundos para contar.

Invista seu dinheiro com sabedoria

Investir no mercado financeiro é importante para aumentar suas fontes de receita. Em linhas gerais, existem dois tipos de aplicações: renda fixa e renda variável.

Os primeiros são mais seguros e têm receita atrelada ao indicador financeiro. O benefício é menor, mas quase certo. O segundo são aplicações sem garantia (como ações), mas com grande potencial de lucro.

Aprenda muito sobre isso antes de investir. Comece também com as pequenas coisas. Desta forma, você pode criar outras fontes de renda em sua vida.