Não caia em golpes financeiros: 5 dicas importantes para você!

Nos últimos anos, um número crescente de indivíduos foi vítima de fraudes financeiras. A grande abundância de informações na Internet contribui, de certa forma, para um aumento no número de indivíduos que arriscam seu dinheiro.

Segundo pesquisa recente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mais de 12 milhões de brasileiros já sofreram algum tipo de perda financeira por conta da internet nos últimos anos. Isso constituiu uma perda relacionada à fraude de cerca de R$ 2 bilhões.

Você deve, portanto, ter cuidado. Para ajudá-lo a evitar ser vítima de um golpe, compilamos algumas recomendações úteis.

➵ Leia também: Cuidados ao contratar empréstimo consignado? Vale a pena mesmo?

Desconfie de qualquer coisa

Ofertas com preços extremamente baixos são um dos maiores atrativos da fraude financeira. De acordo com dados do CNDL e SPC, a grande maioria das reclamações decorre da não obtenção de bens adquiridos pela internet. Durante pandemias, quando o comércio eletrônico aumentou tremendamente, mais consumidores estão buscando entrega em domicílio.

Tenha cuidado com um produto cujo preço é muito inferior ao de seus rivais. Mesmo se você receber uma oferta de um fundo falso, por exemplo, que promete ganhos enormes em um curto período de tempo, resista à tentação de se candidatar apenas porque alguém o convenceu de que é “benéfico”.

Compare o preço médio de um número de bens semelhantes que você encontrar. Dar prioridade a organizações conhecidas e conceituadas; você pode utilizar sites como o Reclame Aqui para determinar a reputação de uma empresa antes de fazer uma compra.

Investigue a posição da empresa

Como dito na seção anterior, é crucial avaliar a reputação de uma empresa antes de fazer uma compra.

Durante o processo de compra, muitas pessoas são impactadas por amigos e familiares. A realidade é que a mesma empresa pode fornecer uma experiência de compra satisfatória para certos clientes enquanto deixa outros querendo.

Pesquisar a reputação da empresa é o melhor método para evitar que isso ocorra. Receberei um reembolso, por exemplo, se tiver uma experiência de compra negativa? Ela vai me responder?

Novamente, se alguém entrar em contato com você com uma oportunidade fantástica, você deve ser cauteloso. Por que você recebeu a chance de forma tão simples se é tão vantajosa? Desconfie de textos enganosos de pessoas que oferecem perspectivas fantásticas quando, na realidade, estão tentando roubar seu dinheiro por meio de um esquema financeiro.

Calcule os números

Imagine um cenário em que você é contatado por um vendedor que promete um fundo mútuo com juros compostos mensais de 15%. Esse número indica que se você investisse R$ 1.000 por mês em uma conta padrão, acumularia mais de R$ 4 milhões em cinco anos.

É evidente que há um buraco, certo? Não demora muito para perceber que essa forma de investimento está fora do usual em relação aos fornecidos por instituições financeiras se você comparar com outros tipos de investimentos.

O melhor curso de ação é analisar o impacto financeiro da oferta. Vale a pena arriscar em algo que é incerto?

Procure entender quais são os riscos

Para evitar ser vítima de uma fraude financeira, é vital compreender os perigos associados a cada ação.

Muitos deles carregam a urgência de que uma decisão deve ser tomada imediatamente. Essa tensão psicológica por si só sugere que você pode estar caindo na rotina.

É importante lembrar que essa pressão pode ser exercida de diversas formas, como por meio de uma página de compra que promete um suposto benefício para a compra naquele momento ou por meio de um vendedor que insiste que a transação seja concluída imediatamente com o falso promessa de uma ‘oportunidade única’

Entenda os perigos completamente e continue sua investigação, independentemente de quão atraente a oferta pareça. Não faça julgamentos sob pressão. Caso contrário, a probabilidade de ser vítima de uma fraude financeira pode aumentar!

Observância dos padrões

Muitas fraudes financeiras seguem certos padrões de aplicação. Como dito anteriormente, gerar um sentimento de urgência para uma transação é uma tática comum nesses golpes.

Um padrão comumente utilizado é a expectativa de um retorno excessivo em um curto período de tempo. Esses contras visam principalmente aqueles que não acompanham os índices de investimento. Uma das falácias mais usadas é a promessa de um retorno de mais de 20%.

Seguir a taxa Selic, a taxa básica de juros no Brasil, é uma técnica para determinar se um investimento em renda fixa pode produzir um percentual alto. Em novembro de 2020, será fixado em 2%, portanto, qualquer promessa de lucro além desse nível já é suspeita.

Além disso, esses vigaristas querem uma grande quantidade de dinheiro imediatamente após a solicitação. É importante lembrar que, na hora de investir, você deve diversificar seu portfólio para não correr o risco de perder todo o seu investimento caso ocorra algum imprevisto.

Muitas dessas comunicações falsas são enviadas por e-mail, mas nos últimos tempos, os fraudadores também têm como alvo o WhatsApp, uma ferramenta amplamente utilizada no dia a dia.

Se você encontrar um e-mail questionável, encaminhe-o para a pasta de spam ou exclua-o imediatamente. Em relação à mensagem do WhatsApp, você pode reclamar e bloquear o contato.

Além disso, tenha cuidado com os golpes de pirâmide, nos quais lucros substanciais são prometidos em troca do recrutamento de outros para o mesmo plano. Esse comportamento ilegal segue um padrão previsível: aqueles que estão no topo da pirâmide desaparecem com todo o dinheiro, deixando outros que recrutaram novos membros sem nada.

Como você pode ver, os golpes financeiros podem assumir várias formas, e muitos deles podem ser evitados aderindo a determinados critérios.

Se você vir algo dado em nome de uma instituição financeira, por exemplo, você deve confirmar que os termos são idênticos aos fornecidos por bancos ou empresas de crédito.

CONFIRA TAMBÉM